Vítor Campelos lamenta falta de tranquilidade após empate do Gil Vicente

  1. O empate a um golo contra o Estrela da Amadora foi um resultado frustrante para o Gil Vicente.
  2. Vítor Campelos elogiou o bom início de jogo da sua equipa.
  3. O treinador destacou a importância da tranquilidade durante o intervalo.
  4. Campelos reconheceu que a quebra na segunda parte foi causada pelo nervosismo e ansiedade dos jogadores.

Após o empate a um golo na receção ao Estrela da Amadora, Vítor Campelos, treinador do Gil Vicente, expressou a sua insatisfação com o resultado. O treinador elogiou o bom início de jogo da sua equipa, destacando a boa dinâmica e o ímpeto demonstrados pelos jogadores. No entanto, Campelos admitiu que, mesmo com a vantagem, a equipa perdeu um pouco de ímpeto no final da primeira parte.

Campelos também ressaltou a importância da tranquilidade durante o intervalo, mas lamentou que, às vezes, o subconsciente seja mais forte do que as palavras do treinador. O treinador tentou dar mais poderio em termos físicos através de substituições, mas o Gil Vicente acabou por sofrer o golo do empate na parte final do jogo.

O treinador falou sobre os detalhes que têm prejudicado a equipa e expressou o desejo de ter mais felicidade nas próximas partidas. Campelos reconheceu que a quebra na segunda parte foi causada pelo nervosismo e ansiedade dos jogadores, que querem muito que as coisas corram bem. No entanto, ele enfatizou a importância do discernimento e afirmou que a equipa continuará a trabalhar nisso.

Em resumo, Vítor Campelos lamentou a falta de tranquilidade da sua equipa após o empate contra o Estrela da Amadora. O treinador destacou o bom desempenho no início do jogo, mas admitiu que a equipa perdeu algum ímpeto e sofreu com a falta de discernimento. Campelos enfatizou a necessidade de trabalhar nos detalhes e expressou o desejo de ter mais felicidade nas próximas partidas.