Vítor Baía exige pagamento de dívidas ao FC Porto em meio à grave crise financeira do clube

  1. Vítor Baía negou ter deixado dívidas ao FC Porto relacionadas com o uso de cartões bancários da antiga administração
  2. Baía afirmou que «Nunca Jorge Nuno Pinto da Costa assumiu qualquer dívida minha ou fez qualquer encontro de contas»
  3. Baía garantiu que não existem «quaisquer problemas fiscais, muito menos 'vários'»
  4. Baía ameaçou recorrer à via judicial caso o FC Porto não lhe pague as verbas que alega ter pendentes até ao final de junho

O FC Porto atravessa um período turbulento, com graves problemas financeiros que têm sido alvo de atenção pública. Neste contexto, uma figura histórica do clube, Vítor Baía, tem-se destacado por fazer exigências de pagamento de dívidas.

Baía nega dívidas e exige pagamento


Em comunicado enviado às redações, Baía negou ter deixado dívidas ao FC Porto relacionadas com o uso de cartões bancários da antiga administração. O ex-vice-presidente e administrador da SAD do clube afirmou: «Nunca Jorge Nuno Pinto da Costa assumiu qualquer dívida minha ou fez qualquer encontro de contas». Baía garantiu ainda que não existem «quaisquer problemas fiscais, muito menos 'vários'».


No entanto, o antigo guarda-redes avisou que tem verbas a receber por parte do FC Porto e ameaçou recorrer à via judicial para que as mesmas sejam saldadas. «Permanece em dívida e terá que me ser paga até ao final do corrente mês de junho, caso contrário será judicialmente cobrada», avisou Vítor Baía.

Críticas à posição de Baía


Esta posição de Baía tem gerado críticas, nomeadamente de André Pinotes Batista, deputado na Assembleia da República e conhecido sportinguista. Em declarações na CMTV, Pinotes Batista questionou: «No momento em que o FC Porto está em cacos, aquilo que Vítor Baía se lembra é de cobrar prémios? Aquilo que Vítor Baía tem a dizer é que vai agir em Tribunal?»


Pinotes Batista lembrou ainda que, de acordo com algumas notícias, «André Villas-Boas tem menos dinheiro em caixa do que a maior parte das pessoas tem na conta, ou nos cartões de crédito, ou em coisas que estão a ser questionadas na justiça que andou à volta do FC Porto». O deputado sportinguista referiu ainda que «No FC Porto durante este tempo andaram todos no 'faz-te ao bife'».

Futuro incerto para o FC Porto


De facto, o FC Porto enfrenta uma grave crise financeira neste momento. O emblema da cidade Invicta vive com problemas financeiros e o treinador André Villas-Boas tem várias questões para resolver com brevidade. Alguns defendem mesmo que «vai acontecer ao FC Porto o que aconteceu ao Sporting de Varandas».


Vítor Baía, por sua vez, lamentou a situação em que viu o seu nome envolvido, afirmando que «pauto a minha vida por um conjunto de valores e princípios que não são compatíveis com tão rasteira atuação». O antigo guarda-redes garantiu que nunca Pinto da Costa assumiu qualquer dívida sua.


O futuro do FC Porto permanece incerto, com a crise financeira a ameaçar o clube. Enquanto isso, Vítor Baía exige que o seu antigo clube lhe pague as dívidas que alega ter pendentes, adicionando mais um capítulo à turbulenta situação que o emblema da cidade Invicta atravessa.