Ronaldo alvo de duras críticas após estreia de Portugal no Euro2024

  1. Cristiano Ronaldo criticado pela sua atuação na estreia de Portugal no Euro2024
  2. Ronaldo é acusado de já não ser o mesmo jogador de outrora
  3. Jogadores de Portugal parecem não confiar tanto em Ronaldo para lhe passar a bola
  4. Francisco Conceição marcou o golo da vitória portuguesa, mas não deve render Bernardo Silva

Estreia difícil para Portugal


Portugal entrou, esta terça-feira, com o 'pé direito', no Campeonato da Europa, ao derrotar a Chéquia, por 2-1, na Red Bull Arena, em Leipzig, graças a um 'dramático' golo assinado por Francisco Conceição, já no tempo de compensação. No entanto, a exibição de Cristiano Ronaldo, titular na frente de ataque, mereceu duras críticas por parte de alguns comentadores.

Cristiano Ronaldo criticado por Richard Keys


«Todos nós sabemos que ele foi um dos melhores da sua geração. Só há um outro jogador capaz de igualá-lo ou de fazer, talvez, melhor do que aquilo que ele foi capaz de fazer. Já não é Ronaldo. Está a uma longa, longa distância de ser Ronaldo», começou por afirmar o reputado locutor Richard Keys, da estação televisiva beIN Sports.

«Há momentos em que olho para ele e penso - e ele pode chegar a esta competição e provar que estou totalmente errado - que a corrida já não é amiga dele. A outra coisa que me incomoda é que, ao chegar a esta competição, está tudo bem», prosseguiu Keys.

«No entanto, a partir do momento em que ele sair ou não for titular, haverá grandes problemas. Os jogadores são quase como pugilistas. Nunca sabem bem quando chega a altura certa para acabar, e penso que ele entra nessa categoria», completou.

Falta de confiança dos jogadores em Ronaldo


Por sua vez, Stuart Pearce, antigo internacional inglês, analisou o triunfo de Portugal diante da Chéquia (2-1), não hesitando em questionar os níveis de confiança dos jogadores da seleção orientada por Roberto Martínez em Cristiano Ronaldo.

«Isto pode soar ridículo, mas parece-me que eles não confiam o suficiente em Cristiano Ronaldo para lhe continuarem a passar a bola. Houve alturas no jogo em que ele apontou para os pés e eles não lhe passaram a bola», começou por dizer ao TalkSport.

«Houve uma vez em que Bernardo Silva, depois de um passe intercetado da Chéquia, podia ter passado. Pensei logo que, se fosse há dez anos, passava logo a bola para a frente dele, sabendo com toda a certeza que ele vai chegar lá e marcar. A verdade é que ele recusou um passe e eu achei isso muito estranho», acrescentou de seguida o ex-selecionador de sub-21 de Inglaterra.

Conceição brilha, mas Bernardo Silva permanece na equipa


Apesar da exibição apagada de Cristiano Ronaldo, o jovem Francisco Conceição roubou as atenções ao marcar o golo da vitória portuguesa já nos instantes finais da partida. A sua prestação levou alguns a questionar se não deveria render Bernardo Silva no onze inicial, algo que não agradou a Fernando Mendes, antigo internacional português.

«Já está tudo a querer crucificar o Bernardo Silva. O Bernardo Silva atualmente é o melhor jogador do futebol português», afirmou Mendes, que não compreende esta ideia de dar a titularidade já a Francisco Conceição.

«Francisco Conceição fez um golo e já tem de sair o Bernardo? Lá porque jogou um bocadinho mal tem de sair da Seleção? Já tem que entrar o Francisco Conceição que entrou um minuto e fez um golo?», questionou o antigo jogador, que não percebe o modo como Bernardo Silva está a ser tratado.

Mendes salientou que «não é a questão de [Francisco Conceição] não justificar» ir já para o onze titular da Seleção Nacional de Portugal no Euro2024.

«Não é isso que eu estou a dizer. Entrou agora [Francisco Conceição], fez um golo e já tem de sair o Bernardo ou outro para jogar? Não. Eu acho que as coisas não são assim», comentou, defendendo que Bernardo Silva deve manter a titularidade.

«Teve um mau dia? Teve. Mas é um jogador fantástico e não é por acaso que ele joga sempre. Mesmo estando mal, sai sempre algo dali», afirmou Mendes, deixando elogios a Francisco Conceição.

«Agora, se o miúdo [Francisco Conceição] merece ter mais oportunidades? Se calhar merece e tem tido, e tem aproveitado. Agora, já meter este e o outro?», questionou, rejeitando a ideia de substituir Bernardo Silva pelo jovem avançado do FC Porto.