Rodrigo Mora, a joia de 17 anos que pode entrar na elite do FC Porto

  1. Rodrigo Mora é o mais jovem a jogar na 2ª Liga, com apenas 15 anos, 8 meses e 10 dias
  2. Mora foi o melhor marcador do recente Europeu de sub-17
  3. Mora vai fazer a pré-época com o plantel principal do FC Porto
  4. Defesa-central David Vinhas espera regressar à equipa B do FC Porto

O miúdo que bateu o recorde de Ricardinho


Quando, a 15 de janeiro de 2023, jogava-se então a 16.ª jornada da Liga 2, António Folha, treinador da equipa B do FC Porto (cargo que vai deixar de ocupar no final desta época), lançou um miúdo chamado Rodrigo Mora, escrevia-se história no futebol português: aos 15 anos, oito meses e 10 dias, o craque portista tornava-se no mais jovem de sempre a jogar no segundo escalão nacional – batendo, na altura, o recorde que pertencia a Ricardinho (Mafra).

Quem o conhece diz que foi o corolário lógico da qualidade de Mora. Porque o criativo brilhou sempre na formação dos azuis e brancos e as etapas foram sendo queimadas... naturalmente.

O presente é uma certeza, o futuro é auspicioso


O presente do médio-ofensivo/extremo, agora com 17 anos, já é uma certeza e o futuro afigura-se (ainda mais) auspicioso. Rodrigo Mora - melhor marcador do recente Europeu de sub-17 - vai fazer a pré-época com o plantel principal e sonha com a elite portista já na próxima temporada.

«A sua estreia na equipa B foi perfeitamente natural e era uma questão de tempo até acontecer. Tem muita qualidade», começou por dizer David Vinhas, defesa-central que também se formou no FC Porto e que esteve no banco nesse jogo de estreia do jovem na equipa B.

«É um jogador de bola no pé e de remate fácil. Tem uma qualidade técnica acima da média e descobre sempre as melhores linhas de passe. É muito forte no último terço ofensivo. O Rodrigo Mora é um talento puro que tem tudo para ficar no plantel principal do FC Porto. É um artista. Um mágico», acrescentou.

O sonho de regressar ao FC Porto


Aos 21 anos, David Vinhas está a aguardar pelas indicações do FC Porto sobre o seu futuro, depois de uma época de sucesso no Vianense, na Liga 3. O jovem defesa-central não esconde que gostaria de regressar à equipa B dos dragões na próxima temporada.

«Julgo que seria uma boa hipótese para mim. Caso seja esse o desejo dos responsáveis do clube, por mim está tudo bem. Fiz um bom percurso na Liga 3, acabei por progredir bastante no meu jogo e, dessa forma, jogar num patamar superior em 2024/2025, ainda para mais num clube como o FC Porto, seria ótimo», afirma.

A pré-época será a grande montra para Rodrigo Mora mostrar todo o seu talento e convencer Sérgio Conceição de que está pronto para dar o salto para a equipa principal do FC Porto. Um sonho que pode tornar-se realidade já na próxima temporada.