Pinto da Costa critica André Villas-Boas e deixa pistas sobre recandidatura

  1. Pinto da Costa criticou André Villas-Boas e questionou o seu percurso para a presidência do FC Porto
  2. O presidente do clube recordou a saída de Villas-Boas para o Chelsea em 2011
  3. Pinto da Costa lançou um ataque aos apoiantes de Villas-Boas
  4. O líder portista deu indícios de que poderá recandidatar-se à presidência do FC Porto

Pinto da Costa, em entrevista à RTP, afirmou que não reconhece em Villas-Boas o perfil adequado para a presidência do FC Porto, questionando o percurso do candidato. "Quando vejo uma pessoa que quer ser presidente porque tem uma obsessão, não porque quer servir o FC Porto... Mas que percurso é que tem? Se eu visse que havia uma pessoa que toda a gente quer que seja e que aceitasse como missão, eu não me recandidataria de certeza", afirmou o presidente do clube portista.

Além disso, Pinto da Costa lembrou a saída de Villas-Boas para o Chelsea em 2011, referindo que a "cadeira de sonho" do treinador acabou quando lhe acenaram com dinheiro. "Ele teve uma cadeira de sonho, ganhou o campeonato, ganhou tudo, tinha uma equipa fenomenal... fui chamado pelo Antero a dizer que ele queria ir embora porque tinha um contrato milionário com o Chelsea. Quando os sonhos terminam com dinheiro, são sonhos que não são de recordar", acrescentou.

Por fim, Pinto da Costa lançou um ataque aos apoiantes de Villas-Boas, sem mencionar nomes. "Então os nossos inimigos é que apoiam um candidato para o meu clube? Aqui há gato. Mesmo gostando de animais, desse tipo de gatos não gosto. Isso pode ser o argumento para eu tomar uma decisão diferente daquela que pessoalmente eu acho que mim, enquanto pessoa, seria melhor", afirmou.

Apesar de ainda não ter oficialmente apresentado a candidatura, Pinto da Costa deu indícios de que poderá recandidatar-se à presidência do FC Porto. "O que é que me pode fazer recandidatar? Eu tenho um projeto, que é ver a equipa de futebol novamente nos primeiros lugares da Europa. Depois, é a academia, ter a certeza que ela se faz e que vai ser a melhor de Portugal", explicou.

Caso seja derrotado nas eleições, Pinto da Costa afirmou que não considera isso uma humilhação. "Para mim não, sairia de consciência tranquila porque tenho um projeto, as pessoas sabem qual é o meu projeto, tenho uma obra feita, as pessoas sabem. Se as pessoas quiserem mudar, plenamente. Os sócios é que mandam", concluiu.

Iván Jaime elogia desempenho do FC Porto na pré-época

  1. Iván Jaime elogia desempenho do FC Porto na pré-época
  2. Vitória do FC Porto por 2-0 frente ao Sturm Graz
  3. Jogador considera que equipa está «apta e pronta para qualquer desafio»
  4. Médio diz não estar preocupado com a falta de golos: «Os golos não me preocupam, vão chegar muitos»