Otamendi pronto para a Supertaça e destaca importância da intensidade

  1. Nicolás Otamendi garantiu estar em boa forma física para a Supertaça contra o FC Porto
  2. O defesa-central trabalhou à margem do plantel durante parte da pré-época devido a uma lesão
  3. Otamendi tem três Supertaças portuguesas conquistadas, todas ao serviço do FC Porto
  4. O jogador argentino destacou a importância da intensidade no confronto contra o FC Porto
  5. Otamendi elogiou as recentes contratações do Benfica, incluindo Ángel Di María
  6. Ele ressaltou a importância de conquistar títulos, tanto a nível individual como coletivo
  7. O defesa argentino expressou o desejo de que o árbitro permita um jogo fluído e com poucas interrupções

Nicolás Otamendi, defesa-central do Benfica, assegurou estar totalmente recuperado da lesão que o afetou durante a pré-temporada e pronto para ajudar a equipa na Supertaça contra o FC Porto. Apesar de ter trabalhado à margem do plantel durante algum tempo, o jogador argentino garantiu estar em boa forma física e disponível para ser uma opção no duelo desta quarta-feira.

Otamendi, que conquistou três Supertaças portuguesas ao serviço do FC Porto, falou sobre a importância da intensidade no confronto contra a antiga equipa. Segundo o defesa argentino, a equipa do Benfica tem jogadores capazes de imprimir um ritmo intenso ao jogo e controlar a partida. Ele disse: "Penso que a intensidade durante o jogo vai ser importante. Conhecemos o FC Porto e a intensidade que eles imprimem nos jogos. Tentaremos ser intensos, ter o controlo do jogo e fazer um bom jogo. Temos jogadores para isso".

Otamendi também comentou sobre as recentes contratações do Benfica para a nova época, incluindo o seu compatriota e amigo Ángel Di María. O defesa argentino elogiou as contratações, afirmando que os novos jogadores se adaptaram rapidamente ao grupo e têm a experiência de já terem conquistado títulos. Ele disse: "São jogadores que já ganharam títulos, apesar de serem novos no clube, e quem não ganhou vem para competir e para ajudar a equipa".

Com relação à ansiedade de conquistar a Supertaça, Otamendi afirmou que todos os jogadores têm o desejo de vencer o título, mas que isso não deve afetar negativamente o desempenho da equipa. Ele disse: "Creio que às vezes a ansiedade que tens de conquistar algo pode jogar contra ou não. É um título que todos os jogadores querem ganhar. É um dia importante, uma final e um clássico. Oxalá sejamos felizes no final do jogo".

Por fim, Otamendi ressaltou a importância de conquistar títulos, tanto a nível individual como coletivo. Ele enfatizou que os títulos são o que diferencia os jogadores dos outros e que ficam para a vida. Ele afirmou: "Quando deixarmos de jogar e virmos o nosso currículo com título é importante. Os nossos filhos vão reconhecer o nosso esforço e vamos dar o melhor para podermos ficar com este título".

Na perspetiva do defesa argentino, é essencial que o árbitro do jogo, Luís Godinho, permita um jogo fluído e com poucas interrupções. Otamendi expressou o desejo de que o árbitro deixe jogar e faça com que o espetáculo seja o melhor possível.

A Supertaça entre Benfica e FC Porto promete ser um confronto intenso e emocionante, com Otamendi a estar determinado a ajudar a equipa a conquistar mais um título.

Programa desportivo na TV portuguesa com grande destaque para o futebol

  1. Programa desportivo na TV portuguesa com grande destaque para o futebol
  2. 18 de junho
  3. Campeonato de Portugal de Ralis
  4. Campeonato de hóquei em patins feminino
  5. Seleção portuguesa de andebol feminino sub-20
  6. Brasileirão
  7. Torneios WTA 500 e WTA 250 de ténis
  8. Campeonatos de ciclismo de Espanha, França e Itália
  9. Campeonato da Europa de esgrima
  10. Travelers Championship do PGA Tour de golfe

Kokçu joga «guerra» contra o Benfica, mas promete lealdade à Turquia

  1. Kokçu prometeu «guerra» ao companheiro de equipa João Neves, que estará do lado de Portugal no jogo
  2. Kokçu admitiu que esperava ter tido uma época mais positiva no Benfica, apesar das boas estatísticas
  3. O médio turco considera o estilo de jogo da Turquia adaptável ao que praticava no Benfica
  4. Kokçu não sente nada de especial em defrontar os Países Baixos, país onde nasceu e viveu até sair para o Benfica